vender no Instagram

Responda a essas 14 perguntas para vender no Instagram

Alguns incrédulos ainda afirmam que conteúdo digital não vende. Mas, feito do jeito certo, vende sim. Afinal, teu perfil profissional no Instagram baseia-se em conteúdo. Agora a pergunta é: o que teu conteúdo tem falado sobre você e teu negócio? Mostra que você é de confiança? 

Podem parecer palavras duras, mas é a pura verdade. Como todo relacionamento, as relações comerciais também são baseadas em confiança. Pense no teu caso, você escolhe um profissional em qualquer que seja o ramo no “mamãe mandou?” Claro que não. Primeiro você pede indicações ou segue em suas redes sociais para saber qual sua mensagem, como realiza o serviço e quais suas referência. Se tudo isso fizer sentido pra ti, só aí, você vai marcar um horário. Não é verdade?

Com esse objetivo bem em mente – ser confiável, vamos a algumas perguntas que você precisa se fazer antes de criar conteúdo que gera confiança e poder vender no Instagram.

Qual a mensagem do teu negócio?

Descubra a tua verdade, seus objetivos como profissional, a tua ideologia e como você quer mostrar isso no teu perfil profissional. Tudo parte daqui.

Qual problema teu produto resolve?

Saber responder essa pergunta é a base de todo seu negócio. Com a resposta na ponta da língua, você consegue reconhecer quem precisa dos teus serviços.

Qual problema teu produto resolve?

Saber responder essa pergunta é a base de todo seu negócio. Com a resposta na ponta da língua, você consegue reconhecer quem precisa dos teus serviços.

Você fala a língua do teu público?

A maioria das pessoas sempre se pergunta: “O que eu ganho com isso?” Você tem que entender essa pergunta e responder nos termos dela. Use uma linguagem clara. Pense, “como falar desse assunto técnico de uma forma simples de entender?” Palavras difíceis criam muros. A tua comunicação precisa ser ponte.

Quem você quer atender?

Vimos antes que você precisa ter a mensagem do negócio bem definida  A partir daí você já filtra teu público. As pessoas que se identificarem contigo vão seguir contigo. As outras partirão e tudo bem. Você não precisa de quantidade, precisa de qualidade.

Você é específica?

Você quer ser considerada especialista na sua área? Então precisa se portar assim. Primeiro, escolha duas ou três técnicas para destacar. Depois, deixe claro, no teu perfil profissional no Instagram, o que você faz. Tanto no conteúdo como na biografia.

Qual o real desejo do teu futuro cliente?

Ele procura luxo, simplicidade, status, praticidade ou só uma necessidade imediata. Veja se encaixa no teu perfil de cliente. Depois disso, concentre-se em todos esses possíveis desejos e transforme-os em conteúdo. Por exemplo, se o desejo do teu público for luxo, mostre que você pode dar isso a eles. Agora, se o desejo for praticidade, crie posts que falem que você pode dar isso a eles. Você tem que se concentrar naquele desejo escondidinho, não no superficial. Faça as pessoas avançarem na escada da confiança.

Quais os benefícios do teu serviço?

Decifrar isso vai virar a chave e abrir a porta da comunicação entre vocês. Divida com eles os diferentes benefícios dos teus serviços. Uma sugestão, em vez de dizer: “ X Benefícios do serviço tal”, troque por “X Benefícios que você leva por fazer tal serviço”. É uma mudança sutil que faz muita diferença. Lembre-se de que diferentes benefícios atraem diferentes pessoas. Escolher as vantagens certas, selecionará as pessoas certas. 

Você se deixa conhecer?

O termo comum pra isso é humanizar perfil, mas acho muito batido. Prefiro dizer que você precisa mostrar que é um ser humano como qualquer outro. Ser uma profissional da beleza não quer dizer que é perfeita ou que está sempre no salto.Mas, como fazer isso através de conteúdo digital? 

Primeiro, mostre que você conhece as necessidades das pessoas e as entende. Conte suas próprias experiências. Isso pode ser feito através de uma foto com uma história na legenda ou uma postagem falando de um problema comum e na legenda contar que entende como a pessoa que passa por isso se sente porque…

Em segundo lugar, crie uma boa sintonia com as pessoas. Se interesse pela opinião delas, vibre com suas conquistas. E vou te contar uma coisa: os resultados serão surpreendentes.

Você acaba com as dúvidas?

Quem tem dúvida não compra. Pode ser dúvida sobre o processo, sobre o valor, forma de pagamento, sobre você ou até sobre o endereço. Enfim, tire tempo para entender quais são essas perguntas e seja certeira. Torne as respostas públicas, através dos Stories. Mais pessoas podem ter essas mesmas. 

Teu conteúdo tem estratégia?

Não escreva conteúdo apenas porque você não tem nada melhor pra fazer. Cada história, cada frase, cada memes, cada foto deve ter um propósito. Esse propósito deve ser óbvio para você agora – gerar confiança – do teu serviço e da tua capacidade de resolver algo. O resultado é horário marcado, venda, dinheiro no bolso.

Você fala não?

Como assim, falar não? Fale quem não deve usar teus produtos e serviços. Mencione as contra-indicações. Mais importante que falar com a pessoa certa é expurgar a pessoa errada. Conteúdos assim tem essa função.

Você é antenada?

Aproveite notícias de jornais, revistas, artigos de blogs, sites, aplicativos de notícias que confirmam a importância de alguma técnica que você pratica. Ou que mostre os perigos de usar ou não usar algum produto. Isso traz credibilidade ao teu conteúdo.

A tua legenda tem chamada para ação?

Calma, vou traduzir. No final da legenda você pede pra pessoa salvar, curtir, compartilhar ou comentar? Cada tipo de conteúdo tem a chamada certa. Por mais óbvio que pareça, as pessoas precisam ser direcionadas.

Suas promoções atendem as necessidades do público?

Crie promoções e programas de fidelidade que respondam às necessidades do teu público. Sem planejamento e pesquisa, programas assim podem ser um tiro no pé.

Conclusão

Vender no Instagram não é automático. Exige dedicação e muito esforço. Mas, se você tirar tempo para responder a todas essas perguntas, o primeiro passo estará dado. Pode contar com a gente. Até a próxima.

Compartilhe:
Destrava Ideias

Destrava Ideias

Artigos: 56